domingo, 1 de março de 2015

PROFISSIONAL DE JORNAL QUE SEGUE DENUNCIANDO O DETRAN É FLAGRADO EM BLITZ

Casa de Marimbondo - Foto extraída do blog Ideia Bacana
O Diário do Vale prossegue com a onda de denúncias, que começou no último domingo, contra o Detran e suas vistoria na região, que termina com carros rebocados. Essa semana ouvi de um advogado que vai entrar com queixa no Ministério Público contra a iniciativa, pois segundo ele, a casa, que é o patrimônio maior do cidadão, dificilmente é tomada por dívidas, enquanto que o carro vem sendo tomado provisoriamente e sua retirada é cobrada a preço de ouro. 
Isso, segundo ele, quando se consegue retirar, pois os leilões de veículos apreendidos estão ai, cada vez mais frequentes. Tornou-se um comércio, disse ele, 'preferindo não se identificar'. 
Segundo a reportagem de capa do DV deste domingo (1), nas blitzes realizadas recentemente em Barra Mansa e Volta Redonda, “os 'marimbondos' do Detran estão se recusando a mostrar sua identidade funcional às pessoas que abordam”. Diz ainda que, “há informações de que funcionários terceirizados de empresas particulares estariam atuando como agentes e que autuações estariam sendo lavradas pelo pessoal da informática.
O jornalista Aurélio Paiva, em sua coluna no jornal, informa que apenas autoridades de trânsito podem parar carros e exigir documento e que, quando isso não ocorre, abre-se brecha para questionamento na Justiça.
Flagrado propositalmente em uma blitz, o próprio jornalista passa de vítima a entrevistador e intitula a ação do Detran como “O Circo dos Marimbondos”, com subtítulos para cada quadro diferente do 'espetáculo': A Mágica da Troca dos Nomes, Fazendo um Fusca Desparecer, A Segurança do Espetáculo, A Troca de Papéis no Circo e A Mágica Explicada.
Neste, ele explica que o Detran designa pessoas fora da função para as blitz. “Pode isso, Arnaldo?”. Pergunta Aurélio, fazendo uma alusão ao juiz de futebol-aposentado, em seus comentários em apoio ao comunicador Galvão Bueno. 
E ele mesmo reponde: ”não, a regra é clara. Agente de autoridade de trânsito é cargo de carreira que exige concurso público específico”. 

Clique Aqui para ver o assunto da Coluna na íntegra

Nenhum comentário:

Postar um comentário