segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

'BIRDMAN' É O MELHOR FILME DO OSCAR E 'SAL DA TERRA' PERDE PARA 'CITIZENFOUR'

O longa-metragem de Sebastião Salgado, O Sal da Terra, não ganhou a estatueta; o ganhador foi Citizenfourdocumentário que conta as ações do ex-analista da agência de segurança dos EUA, Edward Snowden, refugiado na Rússia. O melhor filme premiado pela Academia, com o Oscar 2015, 'Birdman', também teve o melhor diretor: o mexicano Alejandro González Iñárritu. Os atores que ganharam o Oscar por brilhantes atuações foram Julianne Moore, que interpretou uma mulher  com Alzheimer e o britânico Eddie Redmayne. 
Por coincidência, ele, no filme Teoria de Tudo, interpreta o astrofísico Stephen Hawkin, cientista famoso, portador de esclerose lateral amiotrófica (ELA). Ao agradecer, o britânico, de 33 anos, disse que a estatueta pertencia a todas as pessoas no mundo que luta contra a ELA. A anglo-americana Julianne  Moore, 54, dedicou também a premiação as pessoas com a doença de Alzheimer.
O filme estrangeiro premiado foi o polonês Ida, um drama lançado em outubro de 2013 naquele país, dirigido por Pawel Pawlikowski. O único filme que representou a América do Sul, foi o argentino Relatos Selvagens, que concorreu com as produções de Mauritânia, Estônia, Rússia e o vencedor, da Polônia.
Cobrança por igualdade para as mulheres e a discriminação contra negros e imigrantes marcaram a entrega do Oscar 2015, conforme a avaliação de quase toda a imprensa. 
Tudo por conta da saudação aos compatriotas feita pelo diretor de 'Birdman';  a proclamação de igualdade para as mulheres por Patrícia Arquette e o breve discurso por igualdade racial feito pelo  cantor negro John Legend, ambos também premiados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário