terça-feira, 1 de outubro de 2013

AQUECIMENTO AMEAÇA PRINCIPALMENTE CRIANÇAS

As maiores vítimas do aquecimento global, cujo documento entre as nações apontam para uma maior certeza das ações humanas, serão as crianças. Elas sofrerão mais com a desnutrição, enfrentarão problemas de saúde, de migrações e serão alvo fácil da fome mundial, com alta dos preços dos alimentos. Acontecimentos que serão agravados pelas mudanças climáticas.
A conclusão faz parte de um estudo publicado pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), dentro do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPPC), em Estocolmo, na Suécia, onde estiveram reunidos representantes de quase 200 países.
Especialistas analisaram detalhadamente um estudo composto por vários anexos e 14 capítulos. Este trabalho na Suécia, ainda em conclusão, é resultado de quase 4 anos de pesquisa de centenas de pesquisadores no mundo, conforme reportagem de Cláudio Motta, de O Globo.
O relatório final vem confirmar que eventos climáticos extremos vêm acontecendo e que deverão aumentar em ritmo alarmante, sendo as crianças as maiores vítimas.
- A certeza de que o homem provoca o aquecimento global aumenta quanto mais a gente estuda – diz o pesquisador da Coppe/UFRJ Emilio La Rovere.
Segundo a reportagem, as novas evidências indicam que o IPCC andou subestimando a elevação dos oceanos. O nível do mar está aumentando, com águas ficando mais ácidas afetando a flora e fauna marinha.
Este documento deve influenciar a Convenção do Clima (COP-19), a ser realizado entre os dias 11 e 22 de dezembro deste ano em Varsóvia, na Polônia.

Texto com base em reportagem do jornal O Globo, edição de 24 de Setembro de 2013 - (Caderno de Ciências: As maiores vítimas do clima ) -

Nenhum comentário:

Postar um comentário