quarta-feira, 30 de outubro de 2013

APESAR DA 'FAMA', BM EMITIU SEIS MULTAS EM 1930

Na primeira década deste 3° milênio, Barra Mansa foi notícia pela quantidade de multas de trânsitos aplicadas. O ex-vereador Maurício, no final do ano passado, subiu a tribuna da Câmara para denunciar abusos de infrações e o jornal Foco Regional anunciou ter a cidade emitido quase 8 mil multas em 2007, representando o dobro das aplicadas no ano anterior. Entretanto, nem sempre foi assim, o historiador Alan Carlos Rocha revela em seu livro que em outubro de 1930 apenas seis pessoas foram multadas por infrações no trânsito.
Bons tempos!  Ainda cita o artigo, que enumera os infratores da época. São eles: José Antunes de Freitas, Francisco Andrade Junqueira, Plínio Lourenço de Souza, Jayme de Mello Couto, Antônio Coutinho de Carvalho e Gabriel Pena Filho. Qualquer semelhança no nome com o presente, terá sido mera coincidência ou a pessoa pode ser parente do multado há 83 anos.
Segundo o jornal, Barra Mansa no período mencionado era também o município que apresentava o maior número de multas na região. Em reportagem recente no jornal barramansense Folha do Interior, o comandante da Guarda Municipal, Jefferson Mamede, divulga dados que apontam uma redução de 41% de multas na cidade e um aumento de advertências em 181%.
A queda no número de multas e o aumento nas advertências acontecem devido às rondas diárias nos bairros, somado ao aparato tecnológico.
Em 1930, a população de Barra Mansa girava em torno de 25 mil habitantes. O último censo do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) estima em 179 mil o nùmero de habitantes em 2013.
Mamede lembra que, entre as principais infrações, estão dirigir falando ao celular, em 1º lugar; estacionar nas vagas de carga/descarga, em segundo; e estacionar em calçadas ou faixas de pedestres, em terceiro. Infrações inexistentes na terceira década do século passado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário