quinta-feira, 19 de setembro de 2013

FALTA DE DINHEIRO AFETA QUALIDADE DAS DECISÕES

Psicólogos e economistas das universidades de Princeton e de Harvard concluíram que a falta de dinheiro afeta o raciocínio. Uma vida abastada pode blindar alguém com acertos e conquistas no mundo dos negócios. Quando há preocupação com problemas financeiros, dívidas que não se sabe como pagar e dúvidas quanto ao orçamento diário, a mente fica mais carregada, impedindo a habilidade de pensar e a tomada de decisões mais acertadas.
É mais ou menos ao que se chegou uma pesquisa feita por professores pesquisadores, que publicada na revista “Science” do fim de Agosto. Para isso, eles convidaram dois americanos a criarem uma situação de riqueza e pobreza, com preocupações de ordem financeira e aplicaram neles o teste de inteligência.
Apesar de o resultado ter apresentado perda de qualidade, "o estudo não tem relevância no mundo real", devido a alguns detalhes, como a distinção de grupos humanos.
Em razão disso, os pesquisadores recorreram a fazendeiros de cana-de-açúcar da Índia que em períodos diferentes contam com a bonança (pós-colheita) e a miséria (pré-colheita). Nos testes de inteligência feitos com os indianos as diferenças foram marcantes.
A reportagem ouviu até um comerciante, de 35 anos, frequentador de grupo de D.A. (Devedores Anônimos), que acabou se endividando mais, por causa de decisões erradas tomadas.
O analista do departamento de Educação Financeira do Banco Central confirmou o estudo e em sua tese de mestrado ouviu pessoas que negociavam suas dívidas em feirões do Serasa.
No final ele afirmou:
- "Se a situação financeira dá tranquilidade à pessoa, ela toma melhores decisões".           

Nenhum comentário:

Postar um comentário