domingo, 21 de abril de 2013

ATENTADOS À JUSTIÇA EM MINAS E VOLTA REDONDA

Num 21 de abril, Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes, foi enforcado, esquartejado e partes do seu corpo espalhadas por localidades. O Objetivo das forças militares (Estado) era: chocar a sociedade, mostrando a ela que "subversão" era um crime, no qual cabia tal tipo de morte; era inibir e mandar um aviso a outros; calar a voz da indignação e não deixar lembranças que estimulassem à luta.
Na região, acho que nunca ocorreu fato com os mesmos requintes, porém de objetivos finais semelhantes, como os acontecimentos que culminaram com a morte de três operários, em novembro de 1988, em fato de repercussão nacional. O resultado foi a construção de um monumento (memorial 9 de Novembro) em praça, frente a entrada principal da CSN,  em Volta Redonda, local da ocorrência.
Criado pelo arquiteto Oscar Niemeyer, onde consta a frase "Um monumento por àqueles que lutam pela Justiça e pela Igualdade", ele foi explodido no dia seguinte à sua inauguração. Na época, uns acharam melhor que a construção em concreto, ficasse com as avarias de mais um atentado à bomba por parte dos que não querem a Justiça, a Igualdade e a Liberdade de Expressão. A mesma força política que determinou a morte de Tiradentes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário