segunda-feira, 21 de novembro de 2016

MENINA MORTA POR CÂNCER COMOVE A JUSTIÇA BRITÂNICA E SEU CORPO É CONGELADO

A carta e imagem do corpo congelado abaixo
De acordo com o Jornal Nacional, Rede Globo, a justiça britânica autorizou o congelamento de uma menina de 14 anos, que sabia que tinha câncer e viu no avanço da Ciência a possibilidade de se ressuscitar. A reportagem foi ao Ar no dia 18 último e menciona que com a decisão "reabrem-se os debates sobre os limites da medicina".
A mãe concordou com o congelamento, porém, o pai, não, conforme palavras do repórter Pedro Vedova, em imagens direto de Londres. A menina foi declarada morta, mas com a técnica chamada de criogenia, autorizada pela Justiça, o coração dela e o pulmão permanecem em funcionamento. 
O corpo, que teve o sangue substituído por uma solução para estabilizar as células, foi mergulhado em uma água quase congelada. Ele vai ficar em um tanque de nitrogênio líquido a uma temperatura de 193 graus negativos. A técnica preserva órgãos e cérebro e visa também manter a memória e a personalidade intactas.
Na carta enviada à Justiça, a menina dizia que tinha 14 anos e sabia que ia morrer, porém não queria ser enterrada. "Quero viver uma vida longa. Eu acho que no futuro podem achar a cura para o meu câncer e me acordarem. Quero ter essa chance. Esse é o meu desejo". Palavras da menina, que comoveram o Tribunal, segundo a reportagem.

Veja a reportagem completa do JN -
Imagens capturada pelo PC de vídeo da reportagem -

Nenhum comentário:

Postar um comentário