quarta-feira, 27 de julho de 2016

EM BARRA MANSA 17 VEREADORES SÃO ACUSADOS DE IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA

O Diário do Vale noticiou que 17 dos 19 vereadores da Câmara Municipal de Barra Mansa são acusados de desvio de finalidade na utilização dos veículos oficiais da Casa. O destino dos carros são os mais diversos, fugindo da finalidade. A maioria são ocupados na condução de protegidos dos vereadores à hospitais para perícias, visitas, exames e consultas médicas. Segundo a ação do promotor de Justiça Gustavo Nacarath, os vereadores buscam unicamente “fazer caridade com o dinheiro público”, se promovendo pessoalmente às custas do erário público.
A ação foi movida pelo Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, por meio da 2ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva do núcleo de Volta Redonda e se baseia em inquérito instaurado em Janeiro de 2015, quando se constatou a completa ausência de controle com os carros da Casa. Os veículos eram solicitados para viagens a outras cidades sem especificação da necessidade ou motivo.
A reportagem foi publicada na primeira quinzena deste mês, quando os parlamentares barra-mansenses ainda não tinham sido notificados. Entre os vereadores suspeitos estão pré-candidatos à prefeitura e à reeleição.
Veja a matéria na integra publicada no jornal diário de Volta Redonda e na mesma data no jornal Voz da Cidade e outros da região. No Diário, a reportagem saiu com o título "Ação contra 17 vereadores questiona uso e veículos oficiais em Barra Mansa".

Nenhum comentário:

Postar um comentário