sexta-feira, 25 de abril de 2014

ALUNOS AUTISTAS SERÃO ACEITOS EM ESCOLAS DO RIO

O Globo noticiou em meados de Março: todos os colégios particulares e escolas da rede pública de ensino terão que oferecer duas vagas em cada turma para crianças de adolescentes com autismo. A Lei já foi sancionada pelo governo do Estado e enumera as dificuldades ainda existentes no país em relação à educação inclusiva.
Conforme a reportagem, embora uma Lei federal de 2009 determine às escolas a aceitação de alunos com necessidades especiais, a realidade ainda é muito diferente. A escola acabam “pulando fora” alegando a inexistência de vaga, no momento em que aparecem crianças autistas para se matricularem. Na opinião do presidente do Sindicato das Escolas Particulares do Município do Rio de Janeiro, Edgar Flexa, a lei é equivocada. Ele disse à repórter Maria Elisa Alves que as escolas cariocas não estão preparadas para tal coisa. Segundo ele, há algumas, mas, a maioria “não se propõe a ter esse tipo de serviço”.
Flexa Ribeiro tem neto autista, é dono de escola, mas diz ter pena das crianças autistas nas escolas brasileiras. Pergunta se realmente será bom para o aluno com autismo, pois acha que teriam que ser escolas menores, com professores preparados. “São pouquíssimos”, conclui ele. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário