sábado, 16 de novembro de 2013

A FORÇA DA MÚSICA NA TELEVISÃO, QUE FAZ CHORAR

Gosto de ver "Terra da Padroeira", que vai ao ar nas manhãs de domingo, na TV Aparecida (é reprisado à noite e no sábado seguinte). E quem viu a edição de domingo, dia 10, pode perceber a força da música. A dupla sertaneja Mococa e Paraíso tocou uma canção antiga que levou Kléber Oliveira aos prantos. O apresentador precisou chamar o intervalo, mas, na volta não resistiu ao prazer de fazer uma convidada também chorar.
Aliás, já mencionei aqui, em outro artigo, a vocação da televisão em provocar a emoção nas pessoas, talvez, por isso aumentar a audiência, o que é tudo em uma emissora, seja de rádio ou TV. Afinal, elas vivem das publicidades.
Kléber Oliveira, depois do choro pessoal, perguntou a sua direção o próximo passo, quando entrevistava a dupla As Marcianas. E foi ao ar o vídeo de uma participação da dupla, onde uma delas se emociona. E a artista chorou novamente.
A emoção move a televisão. Quadros da programação ou de reportagens em que pessoas aparecem chorando, desperta curiosidade. O quadro "Tira-Teima", em o Faustão, na TV Globo - que revela os melhores momentos das celebridades, já foi comprovado, aumenta a audiência.
E em uma TV católica, não seria diferente. O produtor está sempre preocupado com o sucesso, a audiência e a credibilidade do programa.


Nenhum comentário:

Postar um comentário