quinta-feira, 17 de outubro de 2013

OURO DA ÉPOCA DOS INCAS É ACHADO NA BOLÍVIA

Uma equipe de arqueólogos subaquáticos da Bélgica encontrou peças de ouro e prata, ossos e cerâmicas de 1,5 mil anos, no Lago Titicaca, na Bolívia. O fato foi divulgado na primeira quinzena deste mês, em La Paz. "Encontramos algumas oferendas (religiosas), cerâmicas, ossos e lâminas de ouro", disse o cientista da Universidade Livre de Bruxelas, Christophe Delaere, co-diretor do projeto Huiñaimarca, impulsionado em conjunto com o Ministério da Cultura da Bolívia.
O projeto Huiñaimarca, que quer dizer Povo eterno, em idioma Aimara, começou há dois meses em povoados às margens do Lago Titicaca, compartilhado entre Bolívia e Peru, e que ocupa uma superfície total de 8.562 quilômetros quadrados, 3,8 mil metros acima do nível do mar, nos Andes.
Segundo o cientista, foram encontrados 2 mil objetos e fragmentos durante ato em La Paz, ao qual assistiram o presidente boliviano Evo Morales, o ministro da Cultura, Pablo Groux, e diplomatas da Bélgica. As explorações subaquáticas foram feitas em diferentes pontos do lago navegável, do lado boliviano, onde se encontraram objetos de diferentes épocas, inca e pré-inca (1438-1533).
Em apenas dois meses de exploração foram encontrados 31 fragmentos de ouro laminado, principalmente ao redor da Ilha do Sol, no lado boliviano do lago, de onde conta a lenda que emergiram Manco Kapac e Mama Ocllo para fundar o império inca em Cusco, Peru.

Nenhum comentário:

Postar um comentário