sexta-feira, 2 de agosto de 2013

EM 30 ANOS, EXPECTATIVA DE VIDA CRESCE 11 ANOS

Expectativa de vida no Brasil cresce 11 anos entre 1980 e 2010
Marcos de Paulo/AE - Brasileiros vivem mais
A expectativa de vida para quem nascesse no  Brasil em 2010, era de 73 anos, maior que os nascido em 1980, quando a média de vída era de 62 anos. A esperança de vida do brasileiro cresceu, em média, quatro meses e quinze dias por ano,  ao longo do período 1980/2010, conforme o trabalho divulgado na sexta-feira (2) pelo IBGE.
A pesquisa também mostra, ao lado de avanços como o aumento do tempo de vida das mulheres e da expansão da sobrevida dos idosos, os limites impostos a esse processo, sobretudo pela violência urbana, causa da grande quantidade de mortos entre homens jovens, com ênfase na faixa de 20 a 24 anos.
Outra modificação importante se deu no cálculo da esperança de vida aos 60 anos. Em 1980, os sexagenários viviam mais 16 anos; em 2010, vai para 21 anos. O Centro-Oeste foi a região com maior ganho relativo de sobrevida nessa faixa. Lá, quem fizesse 60 anos em 1980 poderia esperar viver mais 15 anos.
Em 2010, ampliou-se para 20 anos - uma expansão de quatro anos. Entre os Estados, o líder nesse quesito foi o Espírito Santo, onde os com mais de 60 anos ganharam, de 1980 a 2010, seis anos de expectativa de vida, tendo passado de 16,39 para 22,47 - 22 anos, a maior sobrevida para recém-sexagenários entre os Estados brasileiros.
O estudo constatou ainda que em 2010 havia 449.129 habitantes do Brasil com 90 e mais de idade. Pela primeira vez na história da pesquisa, essa faixa passou a ser o grupo etário aberto final, indicando o aumento da longevidade dos brasileiros.


Texto adaptado (Fonte e Foto): MSN/ESTADÃO - Clique aqui para ver reportagem completa - 

Nenhum comentário:

Postar um comentário