segunda-feira, 26 de agosto de 2013

MECÂNICO ITAJAIENSE INVENTA LUZ ENGARRAFADA

O mecânico Alfredo Moser, 61 anos, natural de Itajaí (SC), mas morador de Uberaba (MG) desde 1980, inventou em 2002 a "luz engarrafada". O produto, criado para economizar energia e preservar o planeta, já beneficia milhares de pessoas pelo mundo. A "lâmpada de Moser", como é conhecida, está em uso em pelo menos 15 países, entre eles Filipinas, Bangladesh, Índia, México, Colômbia.
O itajaiense, que concluiu apenas o ensino fundamental, vive com simplicidade ao lado da esposa Carmelinda, com quem é casado há 35 anos, e do filho Samuel, de 27 anos. Sua consciência ecológica e sua postura solidária impressionam.
- Nunca pensei em ficar rico, mas sim em ajudar a população, pois a energia elétrica é muito cara, e em contribuir para a preservação do planeta, disse ele.
Dependendo da força do calor, segundo mediu um engenheiro da Cemig, a "lâmpada de Moser" é de 40 a 60 watts. Além de usá-la em casa, Moser já a instalou em casas de vizinhos e até em um supermercado do bairro. 
A "lâmpada de Moser" é usada em áreas mais em áreas mais pobres. Há casos em que a economia com energia, de aproximadamente 30%, permitiu que a família carente comprasse o enxoval do bebê. A novidade vem sendo colocada até em casas com laje, com a utilização de baldes de plástico.
No Brasil, além de Uberaba, a lâmpada também é usada em Santa Catarina, em Osasco (SP), em Brasília e no Piauí.
Apesar do sucesso e da eficiência comprovada da lâmpada, o mecânico ainda não conseguiu apoio para registrar o seu invento nos órgãos competentes. Ele já procurou políticos das esferas municipal, federal e estadual. 

Texto adaptado - Fonte: Jornal o Estadão (site) -

Nenhum comentário:

Postar um comentário