sexta-feira, 3 de outubro de 2014

BARRA MANSA E IRAQUE FAZEM ANIVERSÁRIO NO MESMO DIA

Foto de Barra Mansa, com destaque para o Centro Administrativo
Foto Arquivo pessoal
Barra Mansa completa neste 3 de outubro 182 anos, o mesmo tempo de emancipação política-administrativa do Iraque, a antiga Mesopotâmia, tão falada nos livros de História. A exposição 'Estação Memória', shows e a tradicional solenidade hasteamento de bandeiras marcaram a data por aqui, enquanto o povo iraquiano amarga mais um conflito envolvendo o grupo Jihadista Estado Islâmico.
Centro Administrativo de Bujumbura, capital do Burundi, no Iraque
Foto copiada do blog Cidade em Fotos
E interessante lembrar a data em comum, para destacar no tempo, a diferença do lugar e de conjuntura. O povo iraquiano, que teve seu líder mais divulgado na história recente, Saddan Husseim, enforcado pelos Estados Unidos, há muito não tem uma vida mansa como aqui.
Conforme a enciclopédia Wikipédia, Barra Mansa é "composta  por descendentes de imigrantes europeus, principalmente  portugueses, italianos e espanhóis), mas também de franceses e alemães, além de uma dinâmica colônia sírio-libanesa, assim também como de ameríndios e de escravos africanos".
A Wiki esqueceu de falar da grande maioria de mineiros que vive aqui atualmente. Quanto  ao Iraque, a mesma enciclopédia diz que lá foi "berço da civilização suméria ( a mais antiga do mundo), por volta de 4000 a. C". O país da atualidade é resultado da população que viveu fronteiriça ao Império Otomano que ao longo dos séculos viveu em disputa com os Mongóis e outros povos da Ásia Central, posteriormente seguidas de disputas com o Império Russo, no século XIX.
O moderno Iraque surge do amparo de forças inglesas, que ajudaram o país a vencer as sublevações regionais contra o domínio otomano durante a recente I Guerra Mundial. Surge em 1919, com a desmembração dos otomanos após a guerra.
Histórias diferentes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário