domingo, 14 de julho de 2013

O BRILHO DE NEYMAR DIANTE DAS CONTRARIEDADES

O furor do Brasil na Copa das Confederações elevou a baixoestima dos brasileiros. O "desencantamento" de Neymar, uma das maiores referências do futebol no país, lhe trouxe ganhos inestimáveis. Pouco divulgada, a partida entre Amigos de Messi e Resto do Mundo, lhe deu também destaque: ele fez um golaço do meio campo no jogo, ocorrido dois dias após a grande vitória da Seleção Brasileira contra a Seleção Espanhola, na capital Lima, no Peru, porém seu time perdeu por 8 a 5.
A imprensa deu a vitória do confronto "entre os dois", a Messi. Foi uma partida amistosa e beneficente. Os jornais peruanos afirmaram que o craque brasileiro estava a 40 metros do Gol. Um marco. Mas, o gol raro de Neymar não foi apenas brilhante, serviu para aplacar uma provocação. Como no jogo com os uruguaios, quando Neymar manda um beijo para o adversário quando se preparava para bater um escanteio (depois do uruguaio mexer com ele), também em Lima, o goleiro Muslera o instigou depois de pegar seu pênalti. Fez um gesto insinuando facilidade e o gol teria servido de “vingança” para Neymar.
Os jornais exaltaram o brilho do brasileiro, que distribuiu passes, fez os dois gols e tabelou com Pablo Aimar, meia argentino, ídolo de Neymar quando criança. A novidade no time que jogou contra Amigos de Messi é que no primeiro tempo o goleiro da Seleção Brasileira, Julio César, jogou na linha, para que o italiano Materazzi (aquele que recebeu uma cabeçada de Zidane na Copa de 2006) estreasse na trave. Talvez, essa a razão dos 5 a zero no primeiro tempo. Os 5 gols (incluindo os dois de Neymar) saíram na segunda etapa.
O amistoso contou com a participação de astros do futebol mundial: os argentinos Aimar, Demichelis e Mascherano, os uruguaios Lugano, Muslera, Godín, Gargano e Diego Pérez e os brasileiros Daniel Alves e Julio César. Além de Zico, que foi o treinador do time de Neymar. Foram convidados também para a partida o brasileiro David Luiz, Robinho, Aguilero, Fàbregas,. Busquetse Cavani, mas eles não apareceram.  

Com base e reportagens da imprensa -

Nenhum comentário:

Postar um comentário